Etiquetas

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

GONDAR EM 1726 
REITORIA E COMENDA DA ORDEM DE CRISTO

“Hoje é esta igreja reitoria e comenda da Ordem de Christo, de que é Comendador Thomé de Sousa Coutinho, 2.º Conde de Redondo e reitor o Padre Domingos Ferreira da Silva; tem sacrário e huma capella filial de Santo Amaro, em o lugar de Ourelinha; nesta igreja se achão alguns letreiros de que faremos menção; e alguns houve antigamente, que já não existem; como foi hum, que estava no arco da capella-mór, que antiguamente era muito baixa, e nelle estava huma imagem do Senhor Cruxificado, São João e Nossa Senhora, nas ilhargas; e por baixo, em roda do dito arco, hum letreiro gothico, que dezia o seguinte:
ESTE CRUZEIRO MANDOU PINTAR O FILHO DO DUQUE DE BRAGANÇA
Este duque foi D. Jaime, filho de D. Jaimes, 4.º Duque de Bragança que foi comendador desta comenda no anno de 1548, por cuja ordem e procuração foi então feito tombo della, e por despacho do Provisor de Braga, o Licenciado Sebastião Gonçalves em tempo do Arcebispo D. Manuel de Sousa.”


Igreja do Mosteiro de Gondar

Nota: As comendas podem-se considerar como sendo um benefício que se atribuía aos eclesiásticos e aos cavaleiros das ordens militares, dado como recompensa de serviços prestados com carácter social ou militar. Estas podiam revestir-se de carácter perpétuo e temporal. As primeiras recebiam a designação de regulares e eram destinadas exclusivamente aos eclesiásticos professos e as segundas eram destinados a cavaleiros professos, a título de compensação, passando a ter direitos de administração da localidade encomendada, com carácter temporário que se transformou em vitalício e mais tardiamente em usufrutuário.
in CRAESBEECK, Francisco Xavier da Serra, MEMÓRIAS RESSUSCITADAS DA PROVÍNCIA DE ENTRE DOURO E MINHO NO ANO DE 1726, Edições Carvalhos de Basto, Ponte de Lima, vol. II, página 56.
Fotografia: Rota do Românico
Miguel Moreira

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

POPULAÇÃO DE GONDAR 
(NÍVEIS DE INSTRUÇÃO) 

Apesar da evolução decorrente do alargamento da escolaridade obrigatória e da designada “democratização do ensino”, Gondar continua a registar níveis de escolaridade demasiado baixos quando comparados com a média nacional.

Assim, mais de metade da população de Gondar (52%) possui apenas o 1.º Ciclo (4.ª classe) ou menos. Só 19% concluíram o ensino secundário e, destes, apenas 7% continuaram a estudar e concluíram um curso superior.
É também curioso verificar que dos que prosseguiram estudos após o secundário, quase metade são do sexo feminino.
Há, pois, muito trabalho ainda por fazer junto dos pais, pela autarquia, pelas escolas… para não falar do não menos importante, aquele que compete ao Estado.
Fonte: INE (Censos 2011)
Miguel Moreira

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"O BEM-ESTAR"  
ASSOCIAÇÃO DE SOLIDARIEDADE SOCIAL DE GONDAR

“O Bem-Estar” é uma IPSS, com sede em Gondar, fundada a 10 de Abril de 2000, com os seguintes objectivos:
O BEM-ESTAR (GONDAR - AMARANTE)

- Prestar apoio psico-social à comunidade envolvente;
- Apoiar, acolher e garantir a satisfação das diversas necessidades da população idosa;
- Promover um desenvolvimento infantil adequado e ajustado a cada faixa etária;
- Promover a qualidade de vida dos utentes;
- Promover um serviço cada vez mais qualificado e certificado nas respostas sociais que desenvolve.
Em Agosto de 2012, inaugurou as atuais instalações, um moderno edifício construído de raiz e equipado de forma a prestar um serviço da melhor qualidade aos seus utentes.
“O Bem-Estar” possui, entre outras, as seguintes valências/serviços: Lar de idosos, Centro de dia, SAD (serviço de apoio domiciliário), Creche, CRAT (Centro de recursos de ajudas técnicas), Cantina…


Fonte:http://www.abem-estar.net/